Limites e possibilidades da luta de classes na escola capitalista

Autores

  • Francisco Galvão do Amaral Pinto Barciela

DOI:

https://doi.org/10.55823/rce.v18i18.132

Palavras-chave:

Luta de classes, Educação, Escola socialista

Resumo

Analisar a história da educação no Brasil possibilita compreender a sua relação com o desenvolvimento econômico e leva ao debate acerca da função social da escola. Onde a escola se localiza na luta de classes e qual seria o seu papel? A partir do método materialista histórico-dialético, este escrito busca pensar os limites e as possibilidades da escola capitalista na perspectiva das lutas da classe trabalhadora. Ao identificar o caráter reprodutor da escola capitalista é possível elaborar as ações que podem ser tomadas para construir uma escola para além de idealismos e imobilismos, uma escola socialista.

Referências

ALTHUSSER, Louis. Aparelhos Ideológicos de Estado: nota sobre os Aparelhos Ideológicos de Estado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2012.

AZEVEDO, Fernando de. et al. Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959). Recife: Fundação Joaquim

Nabuco, Editora Massangana, 2010. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me4707.pdf. Acesso em: 7 ago. 2021

CIESP. Seminário primeira infância e a indústria do futuro. Disponível em: https://www.ciespcampinas.org.br/site/noticias/1420/2020/03/-

seminario-primeira-infancia-e-a-industria-do-futuro/. Acesso em 02 jun. 2020.

CRISTALDO, Heloisa. Censo Escolar 2020 aponta redução de matrículas no ensino básico. Brasília: Agência Brasil, 29 jan. 2021. Disponível

em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2021-01/censo-escolar-2020-aponta-reducao-de-matriculas-no-ensino-basico.

Acesso em: 6 ago. 2021

ENGELS, Friedrich. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. 15. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

FREIRE, Paulo. Política e educação. 2.ed. São Paulo: Paz e Terra. 2015.

GADOTTI, Moacir. Gestão democrática com participação popular no planejamento e na organização da educação nacional. Instituto

Paulo Freire, 2013. Disponível em https://www.jaciara.mt.gov.br/arquivos/anexos/05062013105125.pdf. Acesso em: 22 ago 2021.

GIANOTTI, Vito. História das lutas dos trabalhadores no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

GRAMSCI, Antonio. A formação dos intelectuais. In: Os intelectuais e a formação da cultura. Rio de Janeiro: Civilização brasileira. 1982.

IASI, Mauro. Democracia de cooptação e o apassivamento da classe trabalhadora. In: Evilásio Salvador;Elaine Behring; Sara Granemann;

Ivanete Boschetti. (Org.). Financeirização, fundo público e política social. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2012, v. 1, p. 285-317. Disponível em:

https://docs.google.com/document/d/1K86ouShh6qJtaqMN0NxOm7IGWKNgXZba23jXBU6145k/edit. Acesso em: 10 ago 2021.

KATAOKA, Emyly Kathyury. O ideário democrático e popular na educação: um inventário crítico. Tese (doutorado) - Universidade Federal

de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2018.

KRUPSKAYA, Nadezhda Konstantinovna. A construção da Pedagogia Socialista. FREITAS, L. C. de; CALDART, R. S. (org.). São Paulo: Expressão

Popular, 2017.

LENIN, Vladimir Ilitch. As tarefas revolucionárias da juventude. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

MARX, Karl. Crítica do Programa de Gotha. São Paulo: Boitempo, 2012.

MARX, Karl. As lutas de classes na França de 1848 a 1850. In: A revolução antes da revolução. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo, Boitempo, 2007.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do partido comunista. Porto Alegre, L&PM, 2014.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. 2.ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

NETTO, José Paulo. Estado, política e emancipação humana. In: HUNGARO, E. M.; DAMASCENO, L. G.; GARCIA, C. C. (org.). I Seminário de

Políticas Sociais de Educação Física, Esporte e Lazer. Santo André,SP: Alpharrabio, 2008

PISTRAK, Moisey Mikhaylovick. Fundamentos da escola do trabalho. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 40. Ed. Campinas-SP, Autores Associados, 2008.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11.ed.rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, Dermeval. História da ideias pedagógicas no Brasil. 4. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SELZLER, Viviane Grzechota. Institucionalização da Pedagogia Histórico-Crítica em redes públicas de ensino: Há um caminho?

Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Centro de Educação, Comunicação e Artes; Programa de Pós-Graduação

em Educação, Cascavel, 2020. Disponível em: http://tede.unioeste.br/bitstream/tede/5217/5/Viviane_Selzler2020.pdf. Acesso em: 22 ago

SOUZA, José Gilberto de; JULIASZ, Paula Cristiane Strina. Geografia: ensino e formação de professores. Marília : Lutas Anticapital, 2020.

THE BLACK PANTHER. Libertação significa liberdade. In. Por uma revolução antirracista: uma antologia de textos dos Panteras Negras

(1968-1971). Disponível em: https://antologiapanteranegra.files.wordpress.com/2018/02/antologia_panterasnegras.pdf. Acesso em 18 dez.

Downloads

Publicado

31/12/2021

Como Citar

Galvão do Amaral Pinto Barciela, F. . (2021). Limites e possibilidades da luta de classes na escola capitalista. Revista Chão Da Escola, 18(18), 6–17. https://doi.org/10.55823/rce.v18i18.132

Edição

Seção

Artigos